Fotorial: Marcador de páginas com ímã

Oi galera linda, como estão?

Há um tempinho falei sobre a arte de scrapbooking, que eu amo, e hoje vim mostrar uma das coisas que podem ser feitas com essa técnica.

Pra quem gosta de ler livros na condução pública (vulgo trem/metrô/ônibus rsrsrs), e cansou de perder a página que estava, pois o bendito marcador caiu, vai gostar. 😀

Marcador Finalizado

Marcador de Texto com ímã

É um marcador de livros com ímã super-simples de ser feito e como possui esse  ímã ele não cai quando você abre o livro pra ler, e pode ser colocado na lateral da página, ajudando a achar o local de última leitura, quando tem que parar no meio do parágrafo, ou algo assim. Espero que gostem, é superútil!! 😉

Material Utilizado

Material Utilizado

Vamos ao material:

  1. Uma folha de papel canson branca e uma colorida, a sua escolha
  2. Ímã em folha, estilo esses que o homem do gás dá pra colocar na geladeira rsrs
  3. Carimbeira (tinta a base de água) – a cor deve combinar com algum tom da folha colorida que você escolheu
  4. Carimbos – Eu tenho material próprio pra scrap, mas vocês podem adaptar nesse caso, em vez de usar a carimbeira e esse carimbo a parte, pode escolher um carimbo com algum tema e usá-lo
  5. Arredondador de cantos – caso queira
  6. Estilete
  7. Régua
  8. lapiseira ou lápis de escrever
  9. Boleador, ou algo para vincar a folha
  10. Tábua de corte
  11. Fita dupla face e/ou cola em fita

Lembrando que, tudo pode ser adaptado, use a criatividade! E caso você, criança linda que esteja querendo fazer esse marcador, substitua o estilete por tesoura sem ponta, o ideal é que tente sob a supervisão de um adulto, OK. 🙂

Passo 01

Passo 01

Passo 02

Passo 02

Passo 03

Passo 03

Passo 04

Passo 05

Passo 05

Passo 06

Passo 06

Passo 07

Passo 07 – Vincar também a tira branca

Passo 08

Passo 08 – Colar um lado de cada vez

Passo 09

Passo 09

Efeito Final

Efeito Final

Espero que tenham gostado, e que não sofram mais com o marcador de vocês.

Beijos!!!

Anúncios

Scrapbook – A arte de guardar recordações!

Olá pessoal, acredito que tenham percebido o menu Scrap lá em cima… rsrsrs

Ele será dedicado a essa arte que eu conheci no começo desse ano e amo muito. Em Julho, fui a Mega Artesanal,  feira dedicada a todo tipo de artesanatado, tudo o que você imaginar sobre novas técnicas e artesanato em geral tinha lá, mas o Scrapbook teve seu espaço reservado em muitos stands. Lá aprendi muito, conheci muitas pessoas que mostraram ainda mais a maravilha dessa arte, e o amor só cresce. 🙂

Mas nem todo mundo sabe exatamente o que é e o que se faz, por isso hoje resolvi fazer um post explicando pra vocês, está um pouco longo, mas é pra não ficar nenhuma dúvida Ok! 😉

Os primeiros registros encontrados desta arte é da Era Vitoriana. O nome scrapbook tem origem na palavra scrap (do inglês = sucatear, digamos que reaproveitar/reutilizar) e remete aos primeiros trabalhos que eram feitos com pedaços de tecidos e papéis decorados, colados nas páginas de um livro, caderno ou álbum. Nesses álbuns, as pessoas anotavam viagens feitas, amores escondidos, espetáculos assistidos, ou seja, os momentos que por elas eram vividos. Para dar mais vida a esses registros, ilustravam com tickets, papéis, tecidos, rótulos e o que mais encontravam e queriam deixar como lembranças.

Quando a fotografia foi inventada, em 1839, as pessoas passaram a guardá-las como recordação, inclusive dentro desses cadernos e álbuns de memórias. E foi assim que iniciou-se o processo que conhecemos hoje.

Com a modernização do processo fotográfico, as câmeras, filmes e revelação, passaram a ser mais acessíveis a um maior número de pessoas. Com isso, a quantidade de álbuns de fotografia aumentaram consideravelmente. A diferença entre os primeiros álbuns de scrapbook e os de hoje, são as fotos. Atualmente as fotografias são os elementos principais de um álbum, ao contrário do que foi um dia, os textos e enfeites tornaram-se complementos do cenário da foto.

Scrapbooking é a arte de juntar fotos e recordações em um álbum, de maneira criativa, preservando memórias, fatos e perpetuando as histórias. Personalizando as páginas e fazendo com que os momentos fotografados tornem-se ainda mais especiais. Podemos utilizar essa técnica para várias peças, como marcadores de livros, porta-retratos, agendas, calendários, capas de cadernos, cartões entre outras coisas. E onde a criatividade mandar! KKKK Este hobby  possui muitos adeptos, só nos Estados Unidos se estima que existam mais de 25 milhões de entusiastas. No Brasil eu não consegui localizar registros.

Fato interessante: Um dos mais conhecidos exemplos foi o de Thomas Jefferson,o presidente guardou e reuniu recortes de jornais e revistas durante o período que durou seu mandato na Casa Branca (18011809), muitas pessoas se tornaram adeptos desse estilo, e neste mesmo período, começaram a criar scrapbooks mais elaborados.

Espero que gostem e utilizem o que eu mostrar pra vocês, será com muito amor e carinho.

Segue algumas imagens do que se pode fazer com o Scrapbook.  Depois vou criar algumas coisas e ir mostrando, voltem sempre!

Fonte história aqui e aqui.

Fonte das fotos: aqui, aqui e aqui.

Se inspiraram em guardar as recordações dessa forma também? Espero que sim!

Beijos!!